Plamo-Kyoshiro

Fazia muito tempo mesmo que gostaria de falar sobre o manga Plamo-Kyoshiro por diversos motivos, mas principalmente porquê foi um dos primeiros contatos que tive com a série Gundam, mais ou menos por volta de 1984.

Plamo-Kyoshiro

Só para adiantar, estou disponibilizando o link para baixar os mangas do site JPDDL, mas só vou comentar sobre isso lá no final do texto, pois tem uns “poréns”.

Plamo-Kyoshiro é genial em toda sua concepção e uma prova de como os japoneses levam a sério o planejamento estratégico de um produto. Não vou explicar toda a origem de Gundam como produto, pois isso vai deixar o texto muito mais longo do que já vai ficar.

Tá… na verdade fiz isso e deletei tudo porque ficou muito extenso.

Tem um artigo bem legal lá no site Gundam Brasil explicando como tudo aconteceu. Se tiver uma dúvida, pode postar no comentário que respondo.

Pois bem, uma das linhas de produtos que seriam lançadas era de plastimodelismo, um passa-tempo bem difundido no resto do mundo mas que ainda estava começando no Japão.

Como era um produto relativamente novo, a Bandai criou uma estratégia para gerar desejo dos consumidores: patrocinou revistas especializadas, eventos e publicou material sobre como montar Gundams. O resultado disso foi crescimento de vendas imediata.

Parte dessa estratégia era o manga Plamo-Kyoshiro, que publicava histórias sobre crianças que montavam seus kits para disputar batalhas.

Na verdade, esse manga é resultado de uma presepada. Com o fim do desenho MS Gundam 0079, a Kodansha tinha um projeto de publicar a versão em quadrinhos do movie. Porém, a Sunrise não autorizou e tiveram que substituir pelo projeto de Plamo-Kyoshiro que Hisashi Yasui estava elaboração.

Pretendo evitar descrever detalhes, pois meu japonês está terrivelmente péssimo e é capaz de escrever mais asneiras do que já digito. Por isso, vou colocar os termos originais em japonês para facilitar… ou piorar de vez, vai saber.

Plamo-Kyoshiro 1Título: Plamo-Kyoshiro
Nome original: プラモ狂四郎
Roteiro: Hisashi Yasui
Arte: Koichi Yamato
Estilo: Kodomomuke
Publicado na: Comic BomBom
Editora: Kodansha Ltd
Ano: 1982 – 1986
Volumes: 15

Basicamente, a história é sobre um garoto chamado Shiro Kyoda (京田四郎), um viciado entusiasta de GunPla.

Shiro Kyoda

Ele seria uma criança normal se não fosse por um único detalhe: ele estuda na escola primária da Bandai (万代小学校). Porra, é a escola da Bandai!

Escola Bandai

Tudo bem, o nome Bandai está escrito em kandi (万代) e não em katakana (バンダイ). Teoricamente, isso mudaria o significado da palavra, mas sabemos muito bem o que eles quiseram dizer com isso de forma subliminar.

Alguns personagens ou estudam na sala dele ou na mesma escola, como Koichi Kida (木田晃一), um nerdizinho de óculos, e o Ken Maruyama (丸山健), um moleque que está sempre com roupas camufladas.

Escola Bandai

No começo, ambos eram rivais de Shiro, mas com o tempo os três viram grandes amigos.

O primeiro volume começa no final da aula e o Shiro desesperado para ir até uma loja chamada Craft-Man(クラフト・マン) para comprar um kit de montar que acabara de ser lançado.

Porém, acontece alguma coisa entre os três patetas e por algum motivo (não faço nem ideia do que foi) o Ken e o Koichi ficam retidos.

Um pouco mais tarde, Shiro está super feliz pois conseguir comprar o kit que tanto queria. Na verdade, se trata do 1/144 G Armor que a Bandai tinha lançado no mercado um pouco antes do manga ser publicado.

1/144 G Armor

Acho fantástico quando o plano estratégico é integrado. A Bandai estava usando o manga como canal de divulgação e fazendo propaganda de seus brinquedos para gerar desejo na molecada.

Mas a alegria dura pouco, pois os dois pentelhos chegam para descontar seja lá o que tenha acontecido. Alias, a cena em que eles aparecem é a que postei lá em cima com eles de bicicleta.

O senhor Futoshi Kurata (倉田太), que é gerente da loja, e sua filha, Midori Kurata (倉田みどり), tentam separá-los para evitar uma briga.

Senhor Kurata separando a briga

Para acalmar os ânimos, o senhor Kurata convida os três para participar de uma disputa no Plastic Simulation (プラモシミュレーション).

Agora a coisa começa a ficar interessante. O Plastic Simulation é um equipamento em que se coloca alguma miniatura em redomas para serem digitalizadas e usadas como avatares em um jogo de batalha.

Colocando os MSs no Plastic Simulation

Depois, cada jogador senta em uma cadeira especial e coloca um capacete, que envia e recebe ondas cerebrais, fazendo com que os jogadores controle seu avatar com o pensamento, como se estivesse realmente lá.

Colocando os MSs no Plastic Simulation

É preciso lembrar de que a história foi escrita no começo da década de 80 e foi precursora de diversos conceitos que foram usados como base nas séries que viriam no futuro:

  • A primeira animação já tinha apresentado a Lalah controlando um MA com a mente, mas a forma como as ondas cerebrais foram utilizadas no manga ajudou a elaborar melhor esse conceito em Mobile Suit Zeta Gundam (1985);
  • O conceito de usar robôs como jogos de batalha e simuladores virtuais foi utilizado em Mobile Fighter G Gundam (1994);
  • Praticamente todo conceito do manga foi usado na animação Model Suit Gunpla Builders Beginning G (2010);
  • O conceito do capacete interpretando as ondas cerebrais foi utilizado em Mobile Suit Gundam AGE (2011). Além disso, a linha de brinquedos utiliza o conceito de digitalização dos modelos.

Agora, um detalhe sensacional: para deixar as coisas mais reais e competitivas, se você toma um dano no jogo, a máquina causa o mesmo dano no seu brinquedo.

Resumindo: ou vela a sério ou fica em casa.

Página 56 do primeiro volume

Achei isso muito legal. Esse tipo de preocupação torna a trama muito mais envolvente e enriquece o roteiro.

O restante o manga mostra o Shiro quebrando a cabeça para construir novos modelos e continuar ganhando as batalhas.

Esse é um aspecto muito interessante que pegaram do universo de plastimodelismo e inseriram no manga, pois é comum os colecionadores customizarem seus modelos. Alias, é comum ver cenas do Shiro lixando, detalhando as linhas ou pintando, como nesta cena da página 107 no segundo volume.

Página 107 do segundo volume

Além disso, em vários momentos são utilizados modelos da segunda guerra, aeromodelismo e outros modelos comuns no plastimodelismo.

Também é comum aparecer várias referências e participações descaradas de outras séries:

Dougram
Dougram
Thunderbird Mole
Thunderbird Mole
X-Wing
X-Wing
Aliens
Aliens
Xabungle
Xabungle
Exorcista
Exorcista
Dunbine
Dunbine
Scopedog
Scopedog
Blue Thunder
Blue Thunder
L-Gaim
L-Gaim

É que as equipes de criação envolvidas nas séries de Gundam também trabalham para outras produções. Todos esses que citei agora são dos mesmos autores ou desenhistas.

Na verdade, em um dado momento, o manga Plamo-Kyoshiro acabou virando um grande laboratório.

As equipes de criação sempre inventavam vários personagens e robôs e nem todos são aprovados. Os mais promissores acabam aparecendo em publicações chamadas Mobile Suit Variations (MSV), com desenhos, aquarelas e designs originais.

Por isso, vira-e-mexe algum desenhista colocava sua criação para aparecer no manga. Como aconteceu com o Heavy Gundam, o Gundam Full Armor Type, o Perfect Gundam e o Musha Gundam que já comentei aqui no blog.

Com o lançamento de cada volume, as histórias vão ficando mais complexas e cheias de conspirações. É um manga que realmente vale a pena dar uma olhada.

Pois bem, havia dito lá em cima que era possível baixar os mangas no site JPDDL. A página está toda em japonês, mas é só clicar em qualquer link disponível e usar a senha (password, ou pw) que informam para descompactar.

O grande problema, além de estar tudo em japonês, é que essas coisas nunca ficam muito tempo disponíveis na internet. Uma vez, cheguei a encontrar todo manga traduzido em inglês, mas o o site já não existe mais.

Por este motivo, estou organizando os arquivos para disponibilizar em algum canto. Acho que até semana que vem resolvo isso.

Sites relacionados
Postado: na Indumed
Bebendo: café
Jogando: Batman: Arkham Asylum (PS3)
Lendo: Orquidea Negra
Montando: SRW 1/144 WildRaubtier

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: